ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO

Educação Inclusiva: Uma Educação Possível

 

Elaboramos nosso projeto pedagógico pautados nos mais avançados preceitos democráticos de ensino e na prática de mais de quarenta anos de trabalho. Estamos comprometidos com uma educação para todos, que promova a integração dos alunos na comunidade escolar e ajude o educando a alcançar uma formação integral que o capacite progressivamente a exercer a sua cidadania, através do pleno desenvolvimento de seus potenciais.

Nossa equipe pedagógica valoriza o papel da família no processo do desenvolvimento dos alunos. Atendemos as famílias para orientá-las, solicitamos ajuda no que diz respeito ao aproveitamento ou comportamento dos filhos e incentivamos os responsáveis a participarem das reuniões de Pais e Mestres.

Ao trabalharmos com alunos portadores de necessidades educativas especiais, nos deparamos com dois caminhos a seguir: o da inclusão para aqueles que freqüentam um sistema de ensino regular e o da integração para aqueles que por impedimento de ordem cognitiva, emocional ou social, necessitam de atendimentos especializados, como classes especiais, de Reforço Pedagógico ou Profissionalizante – porém, participando do mesmo espaço escolar, e dos mesmos eventos e de atividades esportivas e criadoras.

Nas classes regulares a escola desenvolve uma serie de recursos para se adaptar às necessidades do aluno e facilitar sua participação na sala de aula, como material de comunicação alternativo, computadores, classes pequenas e atendimentos mais individualizados (facilitadores e intérpretes). Utilizamos também práticas criativas e motivadoras: dinâmicas de grupo, vídeos, pesquisas, seminários e passeios pedagógicos. O outro caminho, das Classes de Reforço Pedagógico (CRPs), visa a adaptação do aluno à comunidade escolar, propiciando a reconstrução de seu processo psicopedagógico. É um mecanismo de reintegração à escola, um “porto seguro” para as crianças.

A diferença entre CRPs e classes regulares é que as classes de reforço pedagógico não adotam um sistema seriado, mas oferecem a cada aluno um programa especial, atendendo suas necessidades. Ainda há um terceiro caminho: o atendimento pedagógico individual. Antes de ser inserido em qualquer grupo, o aluno participa durante um curto período de tempo de atividades criadoras e esportivas, no intuito de estabelecer um bom vínculo com a aprendizagem e com a própria escola.

Defendemos em nosso projeto pedagógico uma mudança de olhar, principalmente em relação à ação da escola inclusiva. Essa mudança de olhar se reflete nos compromissos que enumeramos abaixo:

. Dar acessibilidade para os alunos

. Ter liberdade na matriz curricular: programas feitos de acordo com as necessidades dos alunos e ênfase na qualidade e não na quantidade de ensinamentos

. Levar em consideração que cada indivíduo é um ser único e estimular a aquisição de uma postura crítica/construtiva em relação ao seu trabalho e o da própria escola

. Dar apoio ao professor, principal agente da inclusão

. Treinar seus funcionários e demais membros da comunidade escolar

. Manter constante contato com as famílias, já que a inclusão começa no seio da própria família

. Dialogarmos com terapeutas e demais profissionais que atendem aos alunos, colaborando para discursos e práticas comuns

Com essas práticas nos comprometemos, e nesse processo de transformação de mundo acreditamos. Procuramos despertar na nossa comunidade escolar o interesse voltado às diversidades e para um trabalho cooperativo, promovendo valores que facilitem a convivência, combatendo a marginalização, se preocupando com a justiça social.